População já vê resultados do novo plano municipal de segurança pública

Compartilhe

Pesquisar

Outros Municípios

TVC 01

Classicasa

classicasas

Guias e Informações

guia info

Tartaruga verde é solta no mar de Ponta Negra

tartaruga solta1

TVC\ASSCOM\PREF

Uma tartaruga verde (Chelonia mydas) com 33 centímetros de comprimento e cerca de 4,8 kg foi solta na manhã desta quarta-feira (29/11) no mar da praia de Ponta Negra após passar por um período de recuperação de nove meses.

O animal havia sido encontrado bem debilitado na praia de Jaconé e encaminhado à CTA – Serviços, que é responsável pelo monitoramento das praias. A ação foi realizada com o apoio da Secretaria de Cidade Sustentável.

Uma primeira tentativa foi realizada na praia de Guaratiba e foi acompanhada por 160 alunos do pré I ao 2º ano – com idades entre 4 e 6 anos – das E.M. de Guaratiba e Trenzinho da Esperança, no entanto, o quelônio acabou voltando, pois no trecho escolhido, o mar estava muito agitado.

“O local teve que ser modificado apenas porque ela ficou muito tempo em reabilitação num tanque e precisava de um lugar mais tranquilo para entrar com facilidade no mar.

Por isso, quando a colocamos na areia de Ponta Negra, ela logo seguiu seu rumo, diferente do local anterior, próximo da escola”, disse a bióloga e responsável pela parte de educação ambiental, Mariana Buratto.

A tartaruga foi mantida no tanque do CTA Araruama para sua total reabilitação por aproximadamente nove meses. “Ela estava debilitada na praia de Jaconé quando foi encontrada por moradores.

Bastante caquética, nem conseguia afundar, que é um sinal de ingestão de lixo. Então começou a se alimentar e defecar grande quantidade desse lixo, que é um problema muito comum enfrentado pelos animais marinhos.

Os resíduos sólidos estão indo todos para o mar acabando com a nossa fauna”, explicou Buratto. Após esse período e a realização de exames, o animal ficou apto a voltar a seu habitat natural. “Ela está dentro dos padrões de peso e qualidade”, assegurou.

Diretora da escola Trenzinho da Esperança, Sirlene Rangel, falou sobre a importância da participação dos alunos. “Nós estamos formando uma geração que possivelmente terá um maior cuidado com o meio ambiente. Desde pequenos procuramos dar para eles essa noção da conscientização. Até porque a comunidade é pesqueira e precisa do meio ambiente para sobreviver”, disse.

Joelma Rangel, diretora de Guaratiba, também focou na educação ambiental. “Estamos educando os nossos alunos para que tirem os lixos que causam grandes danos à natureza e aos bichinhos””, disse.

“As crianças precisam entender que realmente não podem jogar lixo na praia. É importante ver a garotada entendendo isso na prática”, reforçou a primeira dama Rosana Horta.

O Secretário de Cidade Sustentável, Helter Ferreira, destacou o trabalho de monitoramento das praias que tem colaborado para salvar muitos animais.

“Esse trabalho do CTA através da Petrobrás é muito importante, porque eles identificam as causas das mortes de alguns animais e salvam outros, como essa que foi solta hoje”, refletiu.

“É muito legal ver a tartaruga aqui. Eu já falei para minha mãe desde cedo para comprar uma tartaruguinha para mim, porque eu amo bicho”, confessou a pequena Maria Flor (7 anos), aluna da E. M. de Guaratiba.

Após a soltura as equipes do CTA e da Secretaria de Cidade Sustentável voltaram às escolas para mostrar o vídeo do momento em que o animal entrou no mar já que as crianças não puderam acompanhar em Ponta Negra. Os agentes ainda deram uma aula teórica sobre os resíduos sólidos que estão prejudicando não só a fauna, mas consequentemente, todos os seres humanos.