TV4

Compartilhe

Pesquisar

           GUIA TVC

guia tvc1

Outros Municípios

TVC 01

Classicasa

classicasas

Guias e Informações

guia info

Maricá, RJ, tem caso confirmado de febre amarela

fila febre amarela

TVC\G1

O boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES) do Rio desta sexta-feira (2) informou que Maricá tem um caso de febre amarela. Ao todo, foram registrados 42 casos da doença do tipo silvestre em humanos no estado em 2018, de acordo com a secretaria.

Segundo a Prefeitura de Maricá, o paciente de 67 anos é de São José de Imbassaí e não tinha se vacinado nas últimas campanhas de imunização. De acordo com o município, o estado de saúde do homem é estável, e ele está sendo acompanhado pela Secretaria Municipal de Saúde em casa.

A família do paciente e os moradores de casas próximas já haviam sido vacinados na campanha no ano passado, que resultou em 98% de imunização no município.

Segundo o município, no período de 25 a 31 de janeiro, a Secretaria de Saúde imunizou 5.316 pessoas. Em 2017, foram imunizadas mais de 147 mil pessoas, com a dosagem completa da vacina contra o vírus da febre amarela, de acordo com a Prefeitura.

Segundo o município, todos os postos de saúde vão vacinar de segunda à sexta-feira, de 8h às 17h. O morador deve procurar a unidade mais próxima de sua residência para se vacinar.

A cidade com maior ocorrência da doença é Valença, no Sul do Estado, com 14 casos. Além disso, quatro novos casos da doença foram diagnosticados em macacos. Os animais estavam nas cidades de Angra dos Reis, Barra Mansa, Valença e Miguel Pereira.

Devo me vacinar agora contra a febre amarela?
VEJA PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A DOENÇA
Casos confirmados e mortes:
7 casos - Teresópolis, sendo 3 mortes
14 casos - Valença, sendo 5 mortes
3 casos - Nova Friburgo, sendo 2 mortes
1 caso - Petrópolis
1 caso - Miguel Pereira, sendo 1 morte
2 casos - Duas Barras
2 casos - Rio das Flores, sendo 2 morte
1 caso - Vassouras
4 casos - Sumidouro, sendo 1 morte
2 casos - Cantagalo, sendo 1 morte
1 caso - Paraíba do Sul, sendo 1 morte
2 casos - Carmo, sendo 1 morte
1 caso - Maricá
1 caso - Angra dos Reis, sendo 1 morte

Casos confirmados de febre amarela em macacos:

1 - Niterói
1 - Angra dos Reis (Ilha Grande)
1 - Barra Mansa
1 - Valença
1 - Miguel Pereira
Orientações sobre o vírus em macacos
Os macacos não são responsáveis pela transmissão da febre amarela. A doença é transmitida através da picada de mosquitos.

Ao encontrar macacos mortos ou doentes (animal que apresenta comportamento anormal, que está afastado do grupo, com movimentos lentos etc.), o cidadão deve informar o mais rápido possível às secretarias de Saúde do município ou do estado do RJ.

Febre amarela: tudo o que você precisa saber
O que é a febre amarela?
A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por mosquitos infectados. Em área rural ou de floresta, os macacos são os principais hospedeiros e a transmissão ocorre pela picada dos mosquitos transmissores infectados Haemagogus e Sabethes. Nas cidades, a doença pode ser transmitida principalmente por mosquitos da espécie Aedes aegypti. Não há transmissão direta de pessoa a pessoa.

Os sintomas iniciais da febre amarela incluem o início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.

pr